segunda-feira, 18 de setembro de 2017

A Poluição dos Mares - Um alerta grave

O problema da poluição dos mares vem se agravando, a ponto da ONU criar a campanha "Clean Seas", mares limpos em português.
Hoje o maior agente poluidor são os plásticos de modo geral. Sacolas, embalagens usadas, móveis, caixas de transporte. Pode-se encontrar de tudo no mar, descartado de modo irresponsável. 
Ilhas outrora paradisíacas, na rota de correntes marinhas, hoje estão com suas praias tomadas por dejetos plásticos, e quem perde é a ecologia, os seres vivos e até os turistas.

O mecanismo de poluição funciona mais ou menos assim:
1 -  a embalagem utilizada é descartada de qualquer modo, não sendo direcionada para a reciclagem.
2  -  esta embalagem, na próxima chuva será levada pela correnteza, e infalivelmente cairá em algum riacho, afluente de um rio, que termina em outro rio maior. Este rio maior desaguará inevitavelmente no oceano, portanto aquela embalagem levada pela correnteza, chegará algum dia ao oceano, com certeza, se nenhuma medida for tomada.

De modo geral, as embalagens são fabricadas com plásticos olefínicos, que tem densidade menor que a água, portanto sempre flutuam, e assim são facilmente arrastados pela água.

Podemos dividir esta poluição marítima em dois grandes grupos:  Macro poluição e Micro poluição.

Macro poluição: formada por objetos poluidores visíveis ao olho nú.



Esta poluição é mais fácil de ser remediada, começa por um intenso processo de educação da população, auxiliada por máquinas que já estão sendo desenvolvidas para limpar os mares. Mas o trabalho é hercúleo....  A  ONU avaliou que até 2050 haverá (em peso) mais poluição plástica do que peixes no mar.
Este tipo de poluição afeta principalmente os animais, que veem em objetos sobre nadantes uma atrativa guloseima:

Qualquer animal marinho interpretaria esta sacola plástica como uma apetitosa água viva.  Bem, pelo menos aqueles que se alimentam delas.
Pássaros marinhos encontram em objetos sobre nadantes com belas cores, irresistíveis alimentos, e que depois não são digeridos, levando a ave a morte.


O leitor é convidado a refletir sobre sua ação com seu lixo descartável, e a tomar uma atitude: reciclar, difundir a idéia, voluntariar, participar de grupos de discussão.  Tome uma iniciativa, enquanto há tempo......


 Micro poluição:   esta poluição é causada por partículas plásticas microscópicas, normalmente não visíveis a olho nú, e é tão ou até mais perigosa que a macro poluição. Somente agora os cientistas tem notado este tipo de poluição, e ainda  há poucas medidas para sua contenção.

Estas partículas vem principalmente de duas fontes:
1 - micro-beads:  são tecnicamente conhecidas como cêras. São importante componente de shampoos, cremes esfoliantes, e muitos outros produtos cosméticos e de limpeza.  São partículas de Polietileno, um plástico olefínico, muito pequenas, que dão cremosidade a produtos cosméticos, dão aquele aspecto perolizado em cremes,  mas também são utilizados em batons, produtos de limpeza, tintas, e até papel carbono. 

Mas a poluição vem dos produtos cosméticos. Quando você utiliza um shampoo, ao se enxaguar, ele corre pelo ralo, e irá acabar em um estação de tratamento de esgotos. Se houver na sua região....
O fato é que as estações de tratamento de esgotos (ETE) não estão preparadas para reter partículas sobre nadantes. Uma das fases de purificação das águas é a decantação, que funciona apenas para partículas mais pesadas que a água. Depois de tratada, a água vai para o descarte hídrico, em algum rio, mas ela estará levando todas estas partículas, que como no caso da macro poluição irá um dia chegar ao mar. 
Chegando ao mar, devido seu tamanho, adsorvem (fixam em sua superfície) partículas tóxicas, como metais pesados, compostos tóxicos, etc. Nós não enxergamos, mas seres aquáticos vão confundir estas partículas com plâncton, e irão ingeri-las. Depois, entram na cadeia alimentar, até chegar aos peixes, que pescados, irão nos alimentar.
Então, aquelas partículas que estavam no seu shampoo, um dia você irá comê-las, enriquecidas por muitas substâncias tóxicas.
Quando estas ceras foram criadas, não se imaginava este efeito negativo, tanto que nas instruções de segurança constava que eram inertes para o ser humano, e tinham até classificação FDA (Food and Drug Association).
Os Estados Unidos e Canadá estão banindo estas ceras dos produtos cosméticos, até 2019.  Já, os legisladores brasileiros ainda não tem nenhuma posição sobre o assunto. Na própria imprensa encontramos artigos ainda não muito exatos. Nem mesmo a SABESP  tem posicionamento sobre o assunto.

2  - micro-fibras: hoje em dia é raro a utilização de tecido puro de algodão, fibra natural. A maioria dos fios dos tecidos são uma mistura de fibras naturais e sintéticas.  As principais fibras sintéticas são de poliamida, e de poliéster que conferem ao tecido propriedades como anti-amarrotamento, brilho, e elasticidade.
Bem, esta roupa, ao ser lavada, libera pequenas quantidades destas micro-fibras, que seguem o mesmo processo que as micro-beads. A água da máquina de lavar também irá para o tratamento de esgoto, e tudo se repete.

A Folha de S Paulo, publicou um bom artigo sobre o assunto: clique aqui para lê-lo


Não deixe de ler, entender o assunto, e engajar-se para resolver este problema.
Lembre-se que a água é um bem cada vez mais precioso.

Concluindo, a filtração da água vem se mostrando cada vez mais importante, até mesmo para água tratada.  Portanto, filtre a água que você bebe e utiliza para cozinhar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário